Em tempos de instabilidade no mercado de trabalho, o ingresso no setor público se mostra como uma das melhores opções para as pessoas que buscam uma carreira sólida e segura. Essa foi a motivação de Sônia Nunes de Cerqueira, 50 anos. Apesar de ser formada em Administração, ela conta que nunca exerceu a profissão e que depois da separação conjugal, há dois anos, começou a procurar um novo rumo na vida pessoal e profissional dela.

“Agora, mais madura, pretendo correr atrás de uma estabilidade profissional e financeira, que só por meio de concursos é possível alcançar”, revela. Ela conta que a opção pela carreira também foi influenciada pelo preconceito que enfrentou por causa da idade.

ônia, há mais de um ano, dedica-se a estudar para concursos públicos. Ela, como todo concurseiro determinado, leva a sério o que faz. Frequenta, de segunda a sexta-feira, aulas de um curso preparatório para o concurso da Receita Federal e reserva, pelo menos quatro horas por dia, para se dedicar às apostilas e reforçar o aprendizado recebido em sala de aula.

“Tenho consciência de que para enfrentar a concorrência por uma vaga como técnico da Receita Federal é preciso se dedicar aos estudos, com disciplina e determinação. Assim, todo tempo que me sobra, eu invisto na assimilação do conteúdo do concurso”, destaca.

A bióloga Raiani Nascimento Alberto, 22 anos, é um exemplo típico de disciplina nos estudos. Com tão pouca idade, ela já descobriu que não quer seguir outra carreira que não seja a de perita da Polícia Federal. Com muita disciplina, ela concilia dez horas de estudos por dia entre a tese de mestrado e as apostilas para o concurso da PF.

“Antes mesmo de concluir minha graduação, eu já havia feito um cursinho básico e depois emendei um preparatório de um ano de duração para o concurso da Polícia Federal”, ressalta. Além da extensa rotina durante a semana, aos sábados e domingos, a concurseira não abre mão de se debruçar sobre os livros e apostilas, fazendo a revisão de matérias e exercícios para ampliar o aprendizado.

A estudante diz que o apoio e o suporte financeiro dado pelos pais, têm sido determinante para ela focar ainda mais nos objetivos. O investimento para quem se dedica, exclusivamente, a concursos é relativamente alto. Na soma, contabilizada com gastos de viagens, inscrições, material didático e cursinhos preparatórios, a estudante estima ter gastado mais de R$ 5mil.

A concurseira espera, em breve, ter retorno do valor investido com o salário inicial da carreira. “Estou me esforçando ao máximo para conquistar meus objetivos. Sei que é questão de tempo, vou passar!” declara com convicção.

Conquista
Realizar o sonho de ser juiz, sempre esteve nos planos de Rafael Altoé, 26 anos. Ele, diferente de Sônia e Raiani, já conseguiu vencer a maratona exaustiva dos cursinhos preparatórios. Rafael, que é formado em direito pela Universidade Estadual de Maringá (UEM), tomou posse recentemente no cargo, com o qual sempre almejou no magistrado.

O jovem Altoé, agora juiz substituto, durante o curso na Universidade, fez estágio no Fórum, exercendo a função de assessor de juiz da Quarta Vara Criminal de Maringá, onde continuou trabalhando até pouco tempo atrás, antes de passar na primeira fase do concurso, em agosto do ano passado.
Rafael conta que esse foi o primeiro concurso que prestou.

Disse que, por ter uma rotina puxada, aproveitava todo tempo livre para estudar e comentou, ainda, que se preparou sozinho e investiu muito em livros. Quanto ao êxito de ter passado, ele atribui ao foco mantido desde o início.

“Por ter optado pela carreira jurídica, sempre soube que teria de me preparar à altura de competir com gente madura e com muito mais tempo de experiência no exercício do Direito, mas nunca deixei de persistir e acreditar nos meus sonhos”, diz com empolgação.

Rafael Altoé, embora tenha feito apenas um concurso, aconselha que o importante para as pessoas interessadas em se enveredar por esse caminho, é ter em mente qual carreira seguir, que concurso fazer e principalmente estudar com afinco até conseguir passar.

Fonte: O Diário.com

agosto 6, 2012

Estabilidade atrai uma legião para os concursos

Em tempos de instabilidade no mercado de trabalho, o ingresso no setor público se mostra como uma das melhores opções para as pessoas que buscam uma […]
agosto 6, 2012

É mais fácil realizar um sonho hoje ou antigamente?

É mais fácil realizar um sonho hoje ou antigamente? A realização de sonhos está sim atrelada a um bom planejamento de ideias e de finanças. Porém, […]
agosto 6, 2012

Sou autônomo e não sei onde investir. Qual a melhor opção?

Plano de previdência privado é a melhor alternativa O internauta Fernando, que possui renda disponível de R$ 4500, quer saber qual o melhor investimento dentro do […]
agosto 6, 2012

O desafio de gerenciar o fluxo de caixa

A expressão fazer o caixa é bastante conhecida dos empresários e, muitas vezes, a causa da dor de cabeça dos administradores. Se o saldo no final […]
agosto 6, 2012

Veja respostas sobre a nova Lei de Acesso à Informação

Qualquer um poderá solicitar informações públicas Começa a vigorar nesta quarta-feira (16) a Lei de Acesso à Informação, que obriga órgãos públicos a prestarem informações sobre […]