ACOES-BOLSA-DE-VALORESPense rápido: qual é o melhor lugar para deixar seu dinheiro guardado? Não vale falar debaixo do colchão!

 

 

 

Para 44,4% dos brasileiros, é a poupança, mostrou um estudo recente do Instituto Rosenfield, encomendado pela BM&FBovespa, a principal bolsa de valores brasileira. Além disso, a poupança nunca recebeu tanto dinheiro como no ano passado: foram mais de R$ 40 bilhões.

 

 

 

O curioso é o seguinte: você sabe qual foi o pior investimento de 2012? Simplesmente, o investimento mais popular do Brasil: a própria poupança. Para os depósitos feitos antes da mudança das regras*, o dinheiro rendeu 5,95%. Agora, quem depositou a partir de 4 de maio, quando as novas regras passaram a valer, viu seu dinheiro render ainda menos: 3,32%.

 

 

 

Agora, quer saber quais foram os melhores investimentos de 2012? Títulos do Tesouro Direto* ligados à inflação (os NTN-Bs) e fundos de investimento em ações* em geral. Você já ouviu falar desses produtos financeiros? Sabe como funcionam e onde comprá-los?

 

 

 

Se você respondeu não a essas duas perguntas, já entendeu o que aconteceu com os brasileiros no ano passado. A falta de informação e educação financeira é o que explica o fato de não aproveitarmos bem as oportunidades de investimento que existem no mercado.

 

 

 

O fantasma da bolsa de valores

Os fundos de investimento em ações foram um dos melhores investimentos de 2012, mas, ainda assim, apenas 1% dos brasileiros investe na bolsa. Por que isso acontece? Por que você não investe em ações?

 

 

Eu respondo: por que você não sabe como esse mercado funciona ou por que acha que tem que ter muito dinheiro para comprar ações ou por que tem medo de perder dinheiro. Ou ainda todas as anteriores. Acertei?

 

 

 

Está na hora de afastar o fantasma da bolsa de valores da sua vida. Para isso, listamos cinco passos para você se familiarizar com esse mercado e ver que qualquer um pode investir em ações. É só uma questão de planejamento. Amerson Magalhães, diretor da Easyinvest (plataforma de negociação online da Título Corretora ) traz dicas preciosas para isso. Confira:

 

 

 

1. Não existe milagre

O primeiro passo antes de fazer qualquer investimento é não estar endividado, como é o caso de cerca de 60 milhões de brasileiros atualmente. Mas não precisa desanimar já. Veja aqui como reorganizar suas dívidas?

 

 

2. Construa uma reserva de emergência

Com as dívidas sobre controle, o primeiro investimento que você deve fazer é para construir uma reserva de emergência, para se proteger dos imprevistos da vida.

 

 

3. Gerencie suas expectativas

Antes de começar a investir no mercado de ações, você precisa ter em mente duas regras básicas: o retorno só vem no longo prazo e não há garantia de lucro.

 

 

É preciso ter paciência e por isso é tão importante construir uma reserva financeira antes de entrar na bolsa de valores. É fundamental não contar no curto prazo com o dinheiro que você colocou em ações. Assim, você diminui a chance de ter que sacar o dinheiro aplicado em um momento de baixa do mercado, sendo obrigado a assumir eventuais prejuízos que podem, sim, acontecer.

 

 

 

4. Comece com fundos de investimento em ações

Você pode comprar fundos de investimento no próprio banco em que tem conta corrente. É só falar com seu gerente.

 

 

Amerson, entretanto, pondera que as taxas das corretoras de valores costumam ser mais baratas (sim, existem taxas para investir na bolsa e não tem muito como fugir delas). Além disso, as corretoras oferecem uma maior variedade de opções de investimento, como os ETFs*, uma boa pedida para quem quer começar a ter contato com ações, recomenda Amerson.

 

 

 

Nem é preciso falar da importância de escolher uma corretora séria. Acesse aqui uma busca de corretoras registradas na BM&FBovespa e veja também como é fácil abrir uma conta corretora, necessária para iniciar seus investimentos em ações.

 

 

 

5. Enfrente o seu medo

A gente aprende desde pequeno que a melhor forma de perder o medo de alguma coisa é conhecê-la melhor e encará-la de frente. Então, comece! Os fundos de investimento em ações são uma ótima porta de entrada para a bolsa, pois, com eles, você não precisa tomar decisões sem conhecer o mercado. Todo fundo possui um gestor, um profissional especializado que toma essas decisões por você.

 

 

O segundo passo é passar a olhar esse mundo novo mais de perto com ajuda do conhecimento. O próprio site da BM&FBovespa é uma ótima fonte de informações sobre o mercado acionário e possui uma área específica para investidores iniciantes.

 

 

 

(*) Nova regra da poupança:

Sempre que a taxa básica de juro brasileira (a famosa Selic) for igual ou menor que 8,5% (como é o caso agora!), o rendimento mensal da poupança será de 70% da Selic + TR (taxa referencial). Na regra antiga, o rendimento era de 0,5% ao mês + TR.

 

 

(*) Títulos do Tesouro Direto:

São os títulos da dívida pública, que você pode comprar diretamente do governo pela internet, no site do Tesouro Direto. Quando você compra um título público, está emprestando dinheiro para o governo pagar uma parte da dívida que tem, a dívida pública. E quem empresta tem que pagar juros, você sabe bem como funciona. Só que, como quem está emprestando o dinheiro é você, em vez de pagar, você vai é receber os juros.

 

 

(*) Fundos de investimento em ações:

Os fundos são uma forma de popularizar e facilitar os investimentos. Funcionam como um condomínio, em que há vários participantes (os moradores) e cada um contribui com uma mensalidade. Todas essas contribuições são reunidas para comprar determinados produtos financeiros (as melhorias para o prédio) e a administração desses recursos é feita por um gestor (o síndico). Nos fundos de investimento em ações, os produtos financeiros adquiridos são as próprias ações, é claro!

 

 

(*) ETFs:

ETF é uma sigla para os chamados fundos de índice, que são um tipo de fundo de investimento. Esses fundos espelham-se em índices acionários, como o Ibovespa, e contêm as mesmas ações desses índices. Assim, se você comprar um ETF que segue o Ibovespa, pode dizer que possui um pedacinho de cada uma das ações que fazem parte do índice Ibovespa.

Fonte Yahoo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Para segurança do site preencha antes de enviar os dados *