Siga estas fáceis e práticas dicas financeiras e economize dinheiro

Evite comprar por impulso

Avalie muito bem o produto ou serviço antes de comprá-lo. É muito comum que as pessoas comprem certos produtos ou serviços e depois de algum tempo se dão conta que aquilo não era tão preciso ou nem lembram o que as motivou para a compra, perdendo a serventia rapidamente.

Poupar é necessário

Nem sempre temos dinheiro suficiente para cobrir gastos inesperados como aqueles decorrentes de acidentes de trânsito ou com a nossa saúde. Também ocorrem casos em que um utensílio doméstico, como a geladeira, ou um móvel como o sofá ou cama quebram e temos que os substituir urgentemente. Para isso podemos recorre à poupança. Por isso é importante planejar os nossos gastos e guardar um pouco do nosso dinheirinho para casos como esses que exemplificamos. Crie o hábito de poupar pensando no futuro. Muitas pessoas recorrem à poupança para realizar festas de aniversários para os filhos, formaturas, casamentos e até mesmo como um pé de meia para ajudar na aposentadoria.

Evite comprar em datas comemorativas

Como é gostoso presentear quem amamos no natal, no dia dos namorados, não é mesmo? Infelizmente é justamente nessas datas que sentimos o nosso dinheiro diminuir mais rapidamente em nossas carteiras. Nas datas comemorativas, a procura por certos produtos e serviços aumenta consideravelmente fazendo que seus preços se elevem.  Isso ocorre pelo efeito da lei de oferta e procura, ou seja, quanto maior é a procura por algo, maior o seu preço, dados a especulação por parte dos vendedores ou simplesmente uma possível falta do bem ou serviço.
Algumas compras podem ser planejadas. Por exemplo, a compra de agasalhos para o inverno ou roupas de verão. Compre – as fora de época, ou seja, evite comprar agasalhos no inverno ou saias curtas ou biquínis no verão onde a procura por esses vestuários é maior, dessa forma poderá até conseguir descontos de liquidação.

Procure viajar  na baixa temporada

Quem não gosta de viajar para relaxar numa praia ou mesmo tirar férias e visitar lugares bonitos a aconchegantes? Pois é, mais dependendo da data pelas quais escolhemos para viajar os preços ficam muito caros. Evite viajar nas altas temporadas onde a procura por transportes de viagem e hotéis é maior. Planejar as férias na baixa temporada é sempre mais vantajoso quando falamos de preços e comodidade. Muitas companhias de turismo e hotéis oferecem promoções na baixa temporada. Aproveite!

Tenha o hábito de pagar à vista

Evite compras à prazo e, principalmente, usar cartões de créditos. Além do juros nas parcelas há a possibilidades, por achar que as parcelas são pequenas em relação ao preço total da mercadoria, o risco de acumulação de parcelas de várias compras e possíveis atrasos por descontrole dos pagamentos das mesmas, aumentando o risco de inadimplência e esgotamento da renda e do crédito. Compre à vista insistindo em descontos e só compre a prazo ser for necessário.

Reduza as despesas mensais cortando supérfluos

Quando for ao mercado ou mesmo quando for realizar seus pagamentos mensais reavalie seus gastos. Muitas pessoas pagam ou gastam muito com “bobeirinhas” que poderiam ser deixados de lado e servir, por exemplo, para aplicação de uma poupança para aquisição de bens e serviços que geralmente compram à prazo. Veja com atenção os extratos bancários e veja se existem serviços cobrados automaticamente em sua conta que não são mais necessários e peça o seu cancelamento, evite deixar acumular pequenos pagamentos despercebidamente. Não pague por serviços que você não usa, se for o caso peça reduções em pacotes de TV por assinatura ou cancele serviços de não utilizados de telefonia e outros. Evite fazer despesas gigantescas para o mês todo, não há mais a necessidades de estocar alimento para evitar aumentos de preços como no passado, faça compras para a semana e aproveite as promoções em supermercados. Outra dica importante, só deixe ligados os equipamentos que está utilizando presencialmente. Pode parecer bobeira, mas alguns equipamentos, mesmo em stand by, gastam consideravelmente energia elétrica e o seu desligamento pode proporcionar uma ligeira redução dos gastos.

Pesquise preços antes

Evite comprar na primeira loja que entrar. Pesquise em folhetos de supermercados e lojas de departamento, se for possível, utilize serviços da internet para avaliar o melhor preço e onde comprar. Além das lojas físicas, que encontramos perto de casa ou nos centros comerciais, existem as lojas virtuais onde podemos comprar produtos e serviços com preços bem menores que aqueles encontrados nas lojas convencionais.

Pechinche sempre

Não tenha vergonha de pechinchar, principalmente se for realizar o pagamento à vista. No mercado o preço justo do vendedor pode não ser o seu preço justo, por isso, peça descontos, prolongue o número de parcelas, peça reduções dos juros cobrados, etc. Todos ganham com esse hábito.

Tente não precisar de carro próprio

Dependendo das suas necessidades evite comprar carro e utilize transporte público ou serviços de taxi. Se o local é perto de casa, ande a pé. O gasto anual com carro, além do próprio valor que deprecia com o passar dos anos, existe o custo do seguro, dos impostos, do combustível e os de conservação que se somados darão um custo anual de cerca de R$14.000,00 em média. Se você precisa ir somente à faculdade, por exemplo, vá de ônibus ou outro transporte público ou vá de carona com os colegas. Se no final de semana quiser levar sua namorada para sair, vá de taxi, mesmo que o valor pago seja alto, dependendo do lugar, mesmo assim, é bem menor do que aquele que empenharia para comprar e conservar um automóvel.
Agora, se você já tem um ou mais automóveis, tente diminuir o gasto com combustível. Utilize seu carro para viagens de longa distância. Não ligue o carro para ir à esquina comprar pão e seja prudente no transito para evitar dores de cabeça com eventuais batidas ou peças danificadas.

Registre seus gastos

Tente anotar todos os seus gastos diários e analise o que poderia ser cortado com coisas fúteis que cometemos no dia-a-dia. Um exemplo básico é o de comer besteiras fora de horário. Essa dica serve até para quem precisa perder peso. Se você deixar de comer uma coxinha que custa R$ 3,00 por dia terá uma recompensa de 90 reais mensais além de diminuir as calorias consumidas. Imagine quantas coisas podemos eliminar sem comprometer nosso bem estar, diminuindo gastos  e melhorando nosso orçamento doméstico.
Use uma planilha financeira para controlar seus gastos. Alem de você ter mais consciência dos seus gastos, conseguirá uma gestão melhorada dos gastos e uma melhora considerável no seu orçamento

Seja objetivo nas compras

Quando for às compras saiba o que o vai comprar. É muito comum as pessoas saírem de casa dispostas a comprar um determinado produto e voltarem com outro totalmente diferente. Cuidado com as vitrines bonitas e com a lábia dos vendedores. Seja objetivo. Se precisar comprar uma geladeira, não volte para casa com um fogão.

Ensine seus filhos e familiares a economisar

Não adianta muita coisa você controlar seus gastos se o resto da família não o fizer. Ensine seus filhos a economizar. Vá às compras com seus filhos e fale com eles a respeito do seu trabalho e o quanto é difícil conseguir cada real. Se for o caso dê uma mesada fixa para suas compras da cantina da escola e outros gastos  para que comecem a aprender a controlar o seu dinheirinho. É importante que cada integrante da família saiba que o controle orçamentário é fundamental para o sucesso financeiro da família.

Evite os modismos

A propaganda transmite sensações, vontades e utilidades em produtos que sequer pensaríamos em ter por precisão. Compramos certos produtos ou adquirimos algum serviço pela vontade gerada por um anúncio. Um exemplo clássico é o que podemos presenciar em alguns anúncios de refrigerantes ou daqueles lanches enormes de alguns restaurantes, ou mesmo daquele sorvete delicioso no calor escaldante do verão. E as propagandas de cerveja… Quem nunca teve vontade de sair correndo para comprar.
Existem diversas armadilhas ao consumo exagerado, principalmente de aparelhos eletrônicos modernos ou roupas estilizadas ou que foram vista em uma celebridade qualquer e que gera vontades. Tudo o que é novo ou moda é mais caro. Deixe passar algum tempo e compre mais barato.

Pague suas contas em dia

Planeje o pagamento das suas contas num caderninho ou numa planilha eletrônica. Evite pagar suas contas na data do prazo final de pagamento, evitando problemas que possam causar o atraso dos mesmos. O atraso dos pagamentos causam gastos elevados com juros e multas por atraso, corroendo o orçamento. Evite, principalmente, o atraso no cartão de crédito, pois, os juros são os mais elevados e podem comprometer o seu planejamento financeiro ou comprometer o pagamento de outras contas.

Siga estas dicas práticas e ficará surpreso com os resultados.

 

Sucesso,

Flávio Antunes Estaiano de Rezende – Economista


Fevereiro 4, 2012

Dicas práticas de finanças pessoais

Siga estas fáceis e práticas dicas financeiras e economize dinheiro Evite comprar por impulso Avalie muito bem o produto ou serviço antes de comprá-lo. É muito […]